more than words

Mudanças! Recomeços!

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode recomeçar e fazer um novo fim”… já diria Emmanuel através do Chico Xavier

É assim que tem que ser… enfim!

E pra recomeçar com estilo: MÚSICA!

E porque esse blog não em esse nome à toa… tá aqui a música onde tudo começou…

More Than Words

Saying ‘I Love you’
Is not the words I want to hear from you
It’s not that I want you not to say
But if you only knew
How easy it would be to show me how you feel
More than words
Is all you have to do to make it real
Then you wouldn’t have to say
That you love me ‘cause I’d already know
What would you do if my heart was torn in two?
More than words to show you feel
That your love for me is real
What would you say if I took those words away?
Then you couldn’t make things new
Just by saying ‘I love you’
More than words
Now that I’ve tried to
Talk to you and make you understand
All you have to do is
Close your eyes and just reach out your hands
And touch me, hold me close
Don’t ever let me go
More than words
Is all I ever needed you to show
Then you wouldn’t have to say
That you love me ‘cause I’d already know
What would you do if my heart was torn in two?
More than words to show you feel
That your love for me is real
What would you say if I took those words away?
Then you couldn’t make things new
Just by saying ‘I love you’
Anúncios

meu mais novo amigo

Este é o Bartô, o mais novo membro da família!

Ele é um gatinho ‘único’! Especial é pouco pra descrever o que é esse bichinho.

Tudo começou assim… eu queria um bichinho, mas tenho pena de cachorro preso em apartamento. Sugeri um gato, mas a idéia não foi muito bem aceita. De qualquer forma comecei a pesquisar sobre lugares onde fazem adoção de bichos! E aí que a Denise me propôs de ficarmos com o Bartô. Ela tinha 4 gatos em casa e por motivos de saúde precisa diminuir a quantidade, mas é difícil encontrar lares amorosos para gatos mais velhos. Conversei com o marido, com os meninos… mostrei fotos e todos ficamos apaixonados!

Adoção feita, enxovalzinho comprado… foi só esperar o dia para ir buscá-lo.

E esse dia chegou… 06/04/2010… um dia chuvoso, com muito trânsito em São Paulo e lá fui eu até a casa da minha amiga para buscar aquele que seria o caçula da minha casa, o Bartô.

Ele chegou, se escondeu e ficou assim por vários dias. Não comeu, não usou a caixa de areia e não bebeu água. Ficou lá, escondidinho na prateleira da estante… pensei até que ele não fosse se adaptar, afinal de contas não tinha mais os amigos para brincar. Mas foi só um tempinho para se acostumar e aceitou o meu carinho. Conquistou a todos em casa e agora é o serelepe mais carinhoso dos bichos!

Ele passa o dia na bancada do escritório, atrás do meu monitor, me fazendo companhia durante o dia. Nas manhãs, ele está lá… todos os dias em cima da minha cama, dormindo recostado aos meus pés. Me agradece com uma ‘cabeçada’ nas mãos ou no rosto, todas as vezes que recebe algo que lhe agrada.

Quem foi que disse que os gatos não gostam de seus donos, hein?

E abaixo algumas fotinhos para apresentar oficialmente o nosso caçulinha:

Dormindo em cima da bancada. Ele é o gato mais folgado que eu conheço!

conhecendo o outro lado da janela… hehehe

por hoje é isso!