Olga

Autor: Fernando Morais | Editora: Ática | Ano: 2008

Livro escolhido para o Desafio Literário 2011 – Tema: Biografias e/ou Memórias – Fevereiro

Biografia, Memória… temas relacionados a este assunto não é algo que me atrai na hora de escolher a leitura. Para o desafio eu selecionei este livro por já ter visto a série na televisão e por ser um personagem que muito representou para a história deste país.

Olga Benário Prestes, judia, alemã, ativista da Juventude Comunista da Alemanha desde os seus 15 anos, chega ao Brasil por volta de 1930 e conhece Luis Carlos Prestes, com o qual tem uma filha.

Olga é uma mulher forte e decidida, envolvida com a política comunista, foi torturada e presa.Assuntos delicados para a época da guerra.

Sua vida, seu amor por Prestes e toda a sua luta está narrada neste livro de assuntos instigantes e indelicados para uma época totalmente repressiva.

Mesmo não sendo o tipo de leitura que mais me agrada, gostei de estudar e conhecer mais sobre essa pessoa tão importante para a nossa história.

—–

♪ Hoodoo Gurus | Good Times

Anúncios

E o Fenômeno passou… foi…

Como em tudo nessa vida, há controvérsias quando se fala em craques e times de futebol, mas aposto que é quase unanimidade falar, ou no caso homenagear este atleta que já nos fez sentir orgulho de ser brasileiro, mas também nos fez sentir raiva, angústia, tristeza e muito, mas muito mais alegria. Estou falando do Ronaldo Luis Nazário de Lima, o Ronaldinho, o Ronaldo Fenômeno, que jogou em muitos times de futebol, representou em nossa Seleção Brasileira e ‘terminou’ seus dias como atleta no time do meu coração, O Corinthians Paulista.

Li muito sobre o assunto, vi muitos ‘xororôs’ e penso que a melhor forma sempre é a homenagem. Apesar de muitas coisas, ele foi O cara… ele É O CARA!

E como eu não sou jornalista e muito menos escrevo tão bem quanto muita gente que leio por aí, prefiro indicar um texto que na minha opinião foi o melhor que li sobre este assunto. É o texto Eu Vi Ronaldo!, publicado no blog Respirando Futebol, da Camila Paulus.

Passa lá pra ler e depois me conta!

♥♥♥ –

Destralhe-se!

De fato é algo a se pensar… boa leitura!

bjks!

“DESTRALHE-SE”
Carlos Solano

-“Bom dia, como tá a alegria”?, diz dona Francisca, minha faxineira rezadeira, que acaba de chegar.
-“Antes de dar uma benzida na casa, deixa eu te dar um abraço que preste!” e ela me apertou.
Na matemática de dona Francisca, “quatro abraços por dia dão para
sobreviver, oito ajudam a nos manter vivos, 12 fazem a vida prosperar”. Falando nisso, “vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada”. Já ouviu falar em toxinas da casa?

Pois são objetos e roupas que você não gosta ou não usa, coisas feias ou quebradas, velhas cartas, plantas mortas ou doentes, recibos, jornais e revistas antigos, remédios vencidos, meias e sapatos estragados… Ufa, que peso!
“O que está fora está dentro e isso afeta a saúde”, aprendi com dona Francisca.
– “Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa”!, ela diz, enquanto me ajuda a ‘destralhar’, ou liberar as tralhas da casa.
O ‘destralhamento’ é uma das formas mais rápidas de transformar a vida e pode muito bem ajudar outras terapias.
“A saúde melhora, a criatividade cresce e os relacionamentos se aprimoram”, também ensina o feng shui, com a delicadeza própria das artes orientais.
Para o feng shui, é comum se sentir cansado, deprimido ou desanimado em um ambiente cheio de entulho, pois “existem fios invisíveis nos ligando àquilo que possuímos”.

Outros possíveis efeitos do acúmulo e da bagunça: sentir-se desorganizado, fracassado e limitado, aumento de peso, apego ao passado…
“No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga; na entrada, restringem o fluxo da vida; empilhadas no chão, nos puxam para baixo; acima, são dores de cabeça; sob a cama, poluem o sono”.
Então… Se dona Francisca falou e o feng shui concordou, nada de moleza!
-“Oito horas para trabalhar, oito para descansar, oito para se cuidar!”, diz a comadre.
-E nada de limpar só por onde o padre passa…

“Destralhe-se”

Perguntinhas úteis na hora de liberar os armários:
Por que estou guardando isso?
Será que tem a ver comigo hoje?
O que vou sentir ao liberar?
E vá fazendo pilhas separadas de doar, vender e jogar fora.
Depois de destralhar, jogue sal grosso nos ralos.
Ponha um prato com carvão no quarto (tira os cheiros e as energias ruins).
Deixe um ramo de boldo em um copo d’água para purificar.
Passou de bom!
Para destralhar mais, livre-se de barulhos e luzes fortes, cores berrantes,
odores químicos, revestimentos sintéticos, libere mágoas, pare de fumar,
diminua o uso da carne, termine projetos inacabados.

“Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará.
Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá”,
arremata o mestre Jesus, no evangelho.

“Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente”, diz a sabedoria oriental.
O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.
Dona Francisca me conta que “as frutas nascem azedas e, no pé, vão ficando docinhas com o tempo”.
-A gente deveria de ser assim, ela diz.

“Destralhar ajuda a adocicar.”

Scrap Digital e Híbrido lá na Scrap da Filó!

Não é mais novidade pra ninguém que eu amo ensinar, amo estar em uma sala de aula rodeada de alunas e respondendo a todas as dúvidas. E por gostar tanto de ensinar é que o meu lugar favorito é lá na Scrap da Filó!

É lá onde tudo acontece!

Pra quem não sabe, a Scrap da Filó fica no bairro do Tatuapé em São Paulo. [clica no link pra ver o endereço]. Tem curso de scrapbooking básico, intermediário, avançado, scrap digital e híbrido, aulas especiais, arte 3D e arte francesa… ahhh tudo o que é de melhor!

Eu dou as aulas de Scrap Digital, Scrap Híbrido e Scrapbooking Básico! Passa lá pra conhecer e tomar um café comigo e com as meninas da loja, é diversão na certa!!!