“Mude, mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira,
no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair,
procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção
os lugares por onde
você passa.

Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira
para passear livremente na praia,
ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas
e portas com a mão esquerda.

Durma no outro lado da cama…
depois, procure dormir em outras camas.

Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais…
leia outros livros,
viva outros romances.

Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos,
escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores, novas delícias.

Tente o novo todo dia.
O novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.
a nova vida.

Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.

Almoce em outros locais,
vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida
compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo,
jante mais tarde
ou vice-versa.

Escolha outro mercado…
outra marca de sabonete,
outro creme dental…
tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.

Ame muito,
cada vez mais,
de modos diferentes.

Troque de bolsa,
de carteira,
de malas,
troque de carro,
compre novos óculos,
escreva outras poesias.

Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente
esses horrorosos despertadores.

Vá a outros cinemas,
outros cabeleireiros,
outros teatros,
visite novos museus.

Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.
Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem
despretensiosa,
longa, se possível sem destino.

Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.

Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas,
mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança,
o movimento,
o dinamismo,
a energia.
Só o que está morto não muda !

Repito por pura alegria de viver:
a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não
vale a pena!”

Edson Marques

Anúncios

Seja bem vindo 2013!

O ano começou há exatos 10 dias, mas eu sempre digo que o MEU ano começa de verdade depois do dia 08.01 – meu aniversário.

Tive o privilégio (ou não) de nascer no início do mês, no início do ano, exatamente 1 semana depois da comemoração de ano novo… e por este motivo eu gosto de comemorar o meu ano novo sempre depois do dia do meu aniversário.

Pode até parecer uma grande bobagem, mas faz todo o sentido pra mim e isso é o que verdadeiramente importa.

Como todo mundo, também tenho a lista de realizações do ano anterior e também a lista de coisas a realizar no ano que se inicia, mas essa eu vou deixar pra um próximo post.

Meu desejo é que neste ano eu consiga olhar mais para o meu EU. Não de uma forma egoísta, mas de uma forma que eu realmente necessito. Em 2012 muitas coisas aconteceram para que eu chegasse a esta conclusão e assim será feito.

Muitas corridas, muito trabalho e claro… SUCESSO pra mim! =D

E que venha 2013 com toda a sua força!

531164_569983763015561_1875675253_n

 

♪ swedish house mafia | don’t you worry child

Feliz Ano Novo… Feliz Vida Nova!!!

2010 finalmente acabou e com ele, tudo o que era ruim ficou pra trás. Assim é como encaro a chegada do ano novo, um ciclo novo, uma vida nova de novo.

Acho fácil pensar assim, pois o meu aniversário é agorinha no início do ano e sempre vejo a chegada do aniversário como um novo ciclo, página virada, página em branco… não importa o nome que se dê, mas sim como tudo é visto e pensado.

Pra este ano eu desejo muitas coisas novas, digo, muitos objetivos novos, projetos novos… tudo novo de novo!

Ainda não escolhi a palavra que irá ditar o me ano, mas escolhi uma flor muito bonita que representa tudo o que eu mais desejo, o Girassol.

O girassol é uma flor simbólica que significa fama, sucesso, sorte e felicidade.

[fonte: Wikipedia]

E a música não poderia fugir do tema, até porque esta música tem um grande significado pra mim… e coincidência ou não, Nazi canta: ‘um metro e sessenta e cinco de sol’… ha! eu! rsrsrsrs

O Girassol

IRA!

Composição: Edgard Scandurra

Eu tento me erguer
Às próprias custas
E caio sempre nos seus braços
Um pobre diabo é o que sou…

Um girassol sem sol
Um navio sem direção
Apenas a lembrança
Do seu sermão…

Você é meu sol
Um metro e sessenta e cinco
De sol
E quase o ano inteiro
Os dias foram noites
Noites para mim…

Meu sorriso se foi
Minha canção também
Eu jurei por Deus
Não morrer por amor
E continuar a viver…

Como eu sou um girassol
Você é meu sol…(3x)

Eu tento me erguer
Às próprias custas
E caio sempre nos seus braços
Um pobre diabo é o que sou…

Um girassol sem sol
Um navio sem direção
Apenas a lembrança
Do seu sermão…

Morro de amor
E vivo por aí
Nenhum santo
Tem pena de mim…

Sou agora
Um frágil cristal
Um pobre diabo
Que não sabe esquecer
Que não sabe esquecer…

Como eu sou um girassol
Você é meu sol…(4x)

………….

beijo, queijo!